Tipos de Vacinas

Quando um agente agressor tem acesso ao nosso corpo, o sistema imunológico utiliza seus recursos de defesa para combatê-lo.
A função das vacinas é ensinar o sistema imunológico a reconhecer ameaças e estimular a produção de anticorpos específicos para combatê-los, sem permitir o desenvolvimento da doença. 
 
Para isso as vacinas são preparadas à partir de componentes do próprio agente agressor ou de um agente que se assemelhe ao causador da doença. Porém, os microorganismos utilizados estão na forma atenuada (enfraquecida) ou inativada (morta). Confira mais detalhes sobre os tipos de vacina abaixo:
 
VACINAS ATENUADAS
 
O Microrganismo (bactéria ou vírus vivos), obtido a partir de um indivíduo ou animal infectado, é atenuado por passagens sucessivas em meios de cultura ou culturas celulares, diminuindo assim o seu poder infeccioso.
As vacinas contra caxumba, rubéola, sarampo, febre amarela, varicela, rotavírus, BCG e poliomielite (oral) são exemplos de vacinas atenuadas
 
VACINAS INATIVADAS
 
Os microrganismos são mortos por agentes químicos ou físicos. A grande vantagem das vacinas inativadas é a total ausência de poder infeccioso do agente, mantendo as suas características imunológicas. Ou seja, estas vacinas não provocam a doença, mas têm a capacidade de induzir proteção (estimular produção de anticorpos) contra essa mesma doença.
 
Estas vacinas têm como desvantagem induzir uma resposta imunitária subóptima, o que por vezes requer a necessidade de administrar várias doses de reforço.
Alguns exemplos das inativadas são as vacinas da poliomielite (injetável), hepatite A, hepatite B, influenza, HPV e a DTP (contra difteria, tétano e coqueluche).
 
VACINAS CONJUGADAS
 
As vacinas conjugadas são produzidas para combater diferentes tipos de doenças causadas por bactérias chamadas encapsuladas (que possuem capa protetora composta por polissacarídeos, substâncias parecidas com açúcares).
Para que essas vacinas tenham proteção mais duradoura é preciso que se junte a esta capsula protetora uma proteína.
Exemplo: vacina pneumocócica 23 (protege contra 23 tipos de pneumonia)
 
VACINA COMBINADA
 
As vacinas combinadas são as vacinas que em uma única dose, isto quer dizer, uma única picada, protege a criança de várias doenças. Essas vacinas combinadas substituem a aplicação das vacinas em separado, diminuindo os efeitos colaterais, como febre, mal-estar e dor.
Exemplo: vacina hexa que é a combinação de difteria, tétano, coqueluche, pólio inativada, HIB e hepatite B.