Vacinas - Febre Amarela

Prevenção da febre amarela em:
Residentes, viajantes ou pessoas que se desloquem por uma zona endêmica;
Viajantes que se dirigem a qualquer país onde for necessário, na entrada, um Certificado Internacional de Vacinação (dependendo do país de origem);
Pessoas que manipulam material potencialmente infectado (por exemplo: profissionais de laboratório).

Dores de cabeça, náuseas, diarreia e vômito, dores musculares (mialgias), reações locais (inclusive dor, vermelhidão, hematoma, endurecimento, inchaço, febre, fraqueza (astenia).

Alergia a um dos componentes da vacina, principalmente ao ovo e proteínas de frango;
Reações de hipersensibilidade grave (por exemplo: anafilaxia) após uma dose anterior de vacina contra febre amarela;
Imunossupressão quer seja congênita, idiopática ou resultante de um tratamento corticoide por via geral (em doses superiores àquelas que são utilizadas por via local ou em inalação), ou devido a uma radioterapia ou a medicamentos citotóxicos;
Antecedentes de disfunções do timo (inclusive timona e timectomia);
Infecção sintomática pelo HIV;
Infecção assintomática pelo HIV quando ela for acompanhada por uma deficiência comprovada da função imunológica;
Crianças menores de 6 meses de idade;
Doença febril grave em curso.